O recomeço é o começo no tropeço do passo da vida

“Passo por passo, vez por vez, hora por hora, vidas, vindas e idas, vidas vividas. Passo por passo e um passo errado atrasa tudo. O tempo para. O tempo passa no ponteiro do relógio, mas o tempo tem pausa. O tempo sempre para para dar o tempo que o tempo precisa. O recomeço é o começo no tropeço do passo da vida. As horas passam, mas o tempo fica. O tempo volta. O tempo vai. O tempo passa. O tempo para. As horas não. O tempo sim.  O tempo volta. As horas não. Passo por passo para evitar o tropeço. Vez por vez para não pular o começo. Hora por hora para contar os dias. Os dias da vida que passam e não param os relógios das horas, dos dias, dos anos. Paramos no tempo. Voltamos no tempo. Todos temos a máquina do tempo. As horas continuam e nada passa com o tempo. Tudo permanece nele. Dentro dele. O tempo está dentro de mim. Fora de mim. Longe de mim. Eu vejo o tempo. Eu sinto o tempo. Eu passo as horas, eu perco as horas, mas não perco o tempo. A minha inércia é cheia de tempo. A minha atitude é cheia de tempo. O tempo me habita. O tempo é meu templo. Eu me levo dentro dele. Navego nele. Viajo nele. As horas, elas sempre passam, mas o tempo não porque o tempo não se mede.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.