Deixo em mim, deixo em ti

<Gosto do gosto das palavras que tocam a alma com cheiro de carinho. Gosto desse desalinho que você me causa

Gosto do gosto dos gestos que cheiram os olhares com sede de paixão

Gosto do sim, gosto do não

Tudo que venha de você

Menos o seu silêncio

Gosto e não sei nem porque

Não sei se mais agora

Ou se ainda

Já deu a nossa hora

Eh

Eu sei

Gosto e não sei se para sempre.

Nada é

Só deixo em mim o gosto dos nossos cheiros misturados, dos nossos desejos escancarados, muitos deles saciados

Deixo em mim, deixo em ti

todas as nossas frases sussurradas e entrecortadas

Nossas bocas coladas, caladas e molhadas

Ainda sinto

Não minto

Todas aquelas coisas inapropriadas ainda estão guardadas

Ainda estão grudadas

Ainda marcadas

Dentro de mim

Dentro de ti

As brigas que terminaram em mundos separados

Laços mal acabados

Malditas palavras ditas nas horas erradas, outras no peito ainda sufocadas

Camufladas

Deixo em mim, deixo em ti toda essa coisa que a gente teima em sentir sabe-se lá o porquê

Deixo em mim, deixo em você, ainda que relute em não querer

Amor rima com sabor, rima com cor, com flor

Eu vi

Doeu em mim

Amor rima com dor, que é rima triste, mas que embora existe, ainda insiste em lembrar que o amor também resiste…

E vai além, muito além dos olhos

Amor vai e por isso é preciso deixar ir

Sim

Ainda há amor em mim

E que vá e seja feliz também

Que bom! >

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.